Conheça os trulli, os muros de pedra, as oliveiras e os vinhedos de Alberobello, Locorotondo, Martina Franca, Cisternino e Ostuni.

Com o Roteiro de 3 dias na Puglia – Valle d’Itria é possível conhecer um pouco das cidades do vale em 2/3 dias. Certamente, com um pouco mais de tempo é possível viver a rotina destes pequenos centros, provar os pratos locais e, principalmente, passear no ritmo da Puglia. Entretanto é possivel também otimizar o tempo para fazer todo o roteiro em 2 dias.

Na minha opinião, um trullo ou uma masseria entre as cidades de Locorotondo, Cisternino e Martina Franca é uma boa idéia para dormir. Enquanto, Martina Franca é a cidade com mais eventos culturais.

 

Rua de Alberobello

Roteiro de 3 dias na Puglia – Valle d’Itria: 1° Dia – Alberobello e Locorotondo

Alberobello (BA) é a cidade mais famosa do Valle d’Itria por ser aquela onde tem a maior concentração de trulli. Em outras palavras, mais de mil casinhas revestidas de cal com telhados cônicos feitos de pedra, as chiancarelle. A capital dos trulli é um Patrimônio da Humanidade da Unesco e faz parte do circuito Bandiere Arancioni.

No alto de uma colina, Locorotondo (BA) é uma cidade circular cercada de oliveiras e vinhas que produzem o famoso vinho branco local, o Locorotondo Doc. Embora esteja no Vale dos Trulli, Locorotondo é cidade das cummerse que são casas geométricas com telhados pontiagudos feitos de chiancarelle, as mesmas pedras utilizadas nos telhados dos trulli. Locorotondo faz parte das cidades dos circuitos Bandiere Arancioni e I Borghi più Belli dell’Italia.

 

O Barroco de Martina Franca

Roteiro de 3 dias na Puglia – Valle d’Itria: 2° dia – Martina Franca e Cisternino

Martina Franca (TA) é a cidade mais populosa do vale e se destaca pelo seu estilo barroco nas fachadas e janelas das casas nobres da cidade. A cidade é famosa também pela gastronomia, por exemplo, o capocollo (um tipo de presunto cru), as bombette (enroladinhos de carne e queijo), e pelo vinho branco local, o Martina Franca DOC.

A cidade de Cisternino (BR) conserva a paisagem e a arquitetura do centro histórico promovendo a economia local, por isso entrou nos circuitos Bandiere Arancioni e I Borghi più Belli dell’Italia. A cidade é cheia de fornelli ou bracerie (churrascarias típicas) e à noite a cidade vira meta dos amantes da carne, principalmente, das salsicce (linguíças) e das bombette, enroladinhos de carne e queijo assados na brasa.

 

A Cidade Branca de Ostuni

3° dia – Ostuni

Ostuni (BR) é a “Città Bianca” da Puglia. Embora o branco da cal fosse no passado uma necessidade contra a peste, hoje é o símbolo da cidade. Uma ladeira liga a Piazza della Libertà à Piazza Cattedrale, o ponto mais alto do centro histórico, onde estão o Arco Scoppa, o Palazzo del Seminario e um lindo visual do litoral de Ostuni. Enquanto no litoral, dentro do Parco Naturale Regionale Dune Costiere da Torre Canne a Torre San Leonardo, a Spiaggia del Fiume Morelli e a Spiaggia del Pilone, ambas Bandeira Blu, são destaques da Marina di Ostuni.


Mapa