Matera é a cidade subterrânea de pedras. Matera é a cidade dos Sassi. Em outras palavras, os Sassi são as antigas habitações escavadas nas rochas que há séculos formaram um centro urbano onde, hoje, é o centro histórico. Em 2019, Matera é a Capital Européia da Cultura depois de vencer em uma eleição Ravenna, Cagliari, Lecce, Perugia e Siena.

Todavia, Matera não faz parte da Puglia, mas da Basilicata. Contudo, se você estiver na Puglia e quiser conhecer Matera, faça um bate e volta porque vai valer a pena. E ainda mais, Matera também é conhecida como a segunda Belém (não do Pará). Motivo pelo qual Mel Gibson a escolheu para filmar o filme A Paixão de Cristo.

 

As habitações da zona do Sasso Caveoso em Matera

Os Sassi foram usados como igrejas, moradias e túneis subterrâneos na Alta Idade Média. Além disso, nos anos 50-60, os Sassi foram considerados “vergonha nacional” por causa das más condições sanitárias e da superlotação das casas. Assim sendo, nos anos 80, começou o trabalho de conservação e recuperação. Em 1993, a UNESCO declarou que Matera é a cidade subterrânea de pedras e um Patrimônio da Humanidade.

 

Cidade do plano

A zona da cidade do plano é a menos antiga em estilo renascentista e barroco. Aquela por onde começa a visita dos Sassi. O Palazzo Lanfranchi, que hoje abriga o museu da arte medieval, é um ótimo ponto de partida. Ao lado, o mirante oferece uma bela panorâmica da cidade. Visite as igrejas do Purgatorio e a igreja de San Francesco d’Assisi. Passeie pela Piazza del Sedile, a antiga praça do mercado, e pela Piazza Vittorio, onde o Palazzo dell’Annunziata divide as atenções com o longo Palombaro, uma grande cisterna subterrânea de água potável. Um pouco mais afastado, no morro Lapillo, se encontra o Castello Tramontano construído no século XV.

 

A casa gruta, no lado Sasso Caveoso, em Matera

Matera é a cidade subterrânea de pedras: La Civita, Sasso Barisano e Sasso Caveoso

Matera é a cidade subterrânea de pedras. Do latino civitas é a cidade, o antigo núcleo da cidade. A colina do Civitas separa as zonas dos sassi. No ponto mais alto da antiga cidade, da Catedral de Matera, construída no século XIII, se tem uma visão panorâmica do Sasso Barisano.

O Sasso Barisano, o maior, é o lado com as casas que atualmente abrigam principalmente lojas, restaurantes e hotéis. A igreja San Pietro Barisano é a maior igreja rupestre de Matera. Do Convento de Sant’Agostino do século XVI se tem uma belíssima panorâmica dos Sassi. A Via Madonna delle Virtù percorre o vale do Sasso Barisano ao Sasso Caveoso. O Sasso Caveoso, considerado o mais antigo, preserva a aparência da cidade rupestre. A Casa-Gruta mostra o modo de vida dos anos 1950 em uma casa de um ambiente habitada por uma família de 11 pessoas e mais os animais. Na Piazza S. Pietro Caveoso, que se encontra a beira do vale, está a Igreja dei Santi Pietro e Paolo, popularmente conhecida como igreja de San Pietro Caveoso.

 

Quando ir

Certamente, na primavera e no outono, a quantidade de turistas não é exagerada e o calor também não. Contudo, use um blusão ou leve um casaco contra o vento. No entanto, o verão é cheio de turistas e muito quente. Use roupas leves e leve sempre uma garrafinha d’água. Enquanto no inverno, neva sempre. Ainda mais no Natal, que é belíssimo, apesar do frio e dos muitos turistas.

 

Dicas

  • Em primeiro lugar, use sempre sapatos confortáveis.
  • Baixe o mapa com os itinerários e as atrações da cidade para não perder tempo.

 

Nos arredores

Perto de Matera, mas na Puglia, você pode visitar também outras cidades interessantes. Por exemplo, Gravina in Puglia tem uma paisagem muito parecida com a de Matera e um centro histórico muito bem conservado. Similarmente, Altamura que possui uma importantíssima catedral e uma muralha medieval que cerca o centro histórico. Enfim, você também terá a possibilidade de degustar a focaccia e o pão de Altamura.

 

Como chegar

A viagem de Bari a Matera de carro dura, aproximadamente, 1h. Saindo de Bari, pegue a SS96 em direção a Altamura/Matera. Em Altamura, pega a SS99 e depois segue as indicações para o centro de Matera.

Você pode pegar também o trem ou ônibus da Ferrovie Appulo Lucane, em Bari. A viagem dura, aproximadamente, 2h. Uma alternativa são os ônibus da Miccolis que ligam Bari a Matera e saem  da Estação Central.


Região: Basilicata
Cidade: Matera
Habitantes: 60.000
Mapa