No Valle d’Itria, os Trulli de Alberobello são um Patrimônio da Humanidade pela Unesco e um dos símbolos da Puglia.

Alberobello é a capital dos trulli do Valle d’Itria, a cidade com a maior concentração de trulli, as populares casinhas brancas com telhado em forma de cone feito de pedra cinza, a chiancarella. Todavia, a mesma pedra é utilizada nos muros secos que também foram reconhecidos como Patrimônio da Unesco na Puglia.

Certamente Alberobello é uma das metas turísticas mais procuradas na Puglia e, consequentemente, foi eleita Bandiera Arancione. Portanto, coloque Alberobello no seu roteiro, porque realmente é uma paisagem única.

 

Rua de Alberobello

Trulli de Alberobello: O que ver

O centro histórico de Alberobello é dividido pela Via Indipendenza e pelo Largo Martellota. De um lado, o Rione Monti é onde estão, principalmente, as ladeiras e as lojinhas. No alto, está a Parrocchia di Sant’Antonio di Padova, a igreja trullo da cidade. O Trullo Siamese são duas casas unidas por um telhado só. Enquanto a Aia Piccola é o lado mais residencial. Atrás da Basilica Santi Medici o Trullo Sovrano é o maior e único trullo com dois andares. A Casa d’Amore foi a primeira casa de argamassa construída depois do fim do domínio feudal. A Casa Pezzolla é um complexo de 15 trulli interligados que abriga o Museu do Território. O Mirante di Santa Lucia é o lugar ideal para se ter uma panorâmica dos trulli de Alberobello.

 

Trullo Siamese em Alberobello

A história dos trulli

No século XVI, o Conde de Conversano, proprietário da Selva, hoje Alberobello, não havia autorização para fundar uma nova cidade. No entanto, forçou seus camponeses a construírem casas sem argamassa para que pudessem ser demolidas em pouco tempo, antes das vistorias, e remontadas, depois do controle. Como resultado as casas foram construídas com pedra seca, pintadas com cal, e com um telhado cônico feito de pedras sobrepostas e decorado com símbolos místicos ou religiosos.


Província: Bari
Habitantes: 11.000
Mapa