Taranto é a cidade dos dois mares porque é banhada pelos Mares Grande e Pequeno, mas as águas são sempre do Mar Jônico. Os dois mares são divididos pela Ponte Girevole (ponte giratória) que liga a cidade nova à Taranto Vecchia.

 

O que ver em Taranto, a cidade dos dois mares

Certamente, a ponte giratória é uma das atrações da cidade, principalmente, quando é acionada para a passagem de alguma embarcação. Na Taranto Vecchia, o primeiro núcleo da cidade estão, por exemplo, a Basilica Cattedrale di San Cataldo, o padroeiro da cidade, e a Chiesa di San Domenico Maggiore. De frente para o mar, o edifício histórico do Museo Spartano – Ipogeo Bellacicco abriga subterrâneos e objetos que contam os 2800 anos de história da cidade.

O Castello Aragonese ou Castel Sant’Angelo, foi construído na ponta da cidade velha, principalmente, contra as invasões dos sarracenos, está aberto todos os dias do ano com visitas guiadas grátis. Fora do castelo duas colunas dóricas faziam parte do templo de Poseidon, o local de culto mais antigo da Magna Grécia.

 

Brasil na Puglia - Taranto: a cidade dos dois mares - Museo Archeologico Nazionale di Taranto - MArTA

Na cidade Nova, no museu MArTA, Museo Nazionale Archeologico di Taranto, um dos museus mais importantes do sul da Itália, conserva a história da cidade de Taras, a única colônia espartana fora da Grécia.

 

Brasil na Puglia - Taranto: a cidade dos dois mares - La Rotonda e la Prefettura

A orla Vittorio Emanuele III foi construída defensivamente a 10 metros acima do mar. No entanto, é possível passear perto da água e, quem sabe, ver o espetáculo dos golfinhos no Golfo de Taranto. La Rotonda é uma praça em semicírculo onde fica o prédio da Prefeitura construído durante o período fascista.

A Via d’Aquino, que depois muda de nome para Via Di Palma, é a rua das compras da cidade. Taranto é também conhecida pelos pratos à base de mexilhões (cozze) cultivados há mais de 1000 anos no Mar Pequeno.

 

Como chegar

Embora seja uma das portas do Salento, Taranto não dispõe de uma estrutura eficiente para os turistas. Todavia, é mais econômica que Lecce porque está fora do circuito turístico de massa, mesmo a 90 km de Bari, a 105 km de Lecce, e a 40 km dos trulli do Valle d’Itria.

Saindo de Bari de carro, pegue a SS100 e a SS7 em direção a Taranto (100 km). De trem, de Bari a viagem dura 1h20min e custa 8,60€. Da estação de Taranto até a Ponte Girevole a pé dura, aproximadamente, 25min.


Província: Taranto
Habitantes: 200.000
Mapa