O estilo barroco de Martina Franca é uma das atrações do Valle d’Itria. Martina Franca se destaca pelo barroco das fachadas, das igrejas e nos portais, nas varandas e nas janelas das casas nobres da cidade. A cidade foi fundada sobre o Monte di San Martino pelos habitantes de Taranto que fugiam dos ataques sarracenos. Enquanto, o nome “Franca” nasce dos privilégios, por exemplo, as isenções fiscais, que a cidade havia.

 

Onde ver o estilo barroco de Martina Franca

Embora seja cercada por trulli, muros de pedras, oliveiras e vinhedos, a cidade de Martina Franca é rica de igrejas e edifícios em estilo barroco. A Porta ou Arco di Santo Stefano, na Piazza XX Settembre, é a entrada principal do centro histórico.

 

Na Piazza Roma, o Palazzo Ducale é a sede do município e do Museo del Bosco delle Pianelle. O átrio do edifício é palco para as óperas líricas do Festival della Valle d’Itria. O Bosco delle Pianelle é uma reserva natural que está a 15 km do centro da cidade.

 

O Corso Vittorio Emanuele é a artéria principal do centro porque além de ser a rua das compras, liga a Piazza Roma até a Piazza Plebiscito, onde está o símbolo do barroco de Martina Franca, a Basilica di San Martino. Ao lado da igreja estão o Palazzo dell’Università e a Torre Civica. Contudo a praça mais bonita da cidade é a Piazza Maria Immacolata, também chamada “I Portici“. No entanto, as ruas mais características da cidade são a Via Cavour e a Via Principe Umberto, com vários edifícios barrocos, por exemplo, o Palazzo Maggi, o Palazzo Motolese e a Chiesa di San Domenico. A Chiesa del Carmine é um exemplo barroco fora dos muros do centro histórico. Do jardim, ao lado da igreja, se tem uma bela panorâmica do Valle d’Itria.

Por fim, Martina Franca é famosa, também, pelas bombette (enroladinhos de carne e queijo), pelo capocollo (uma espécie de presunto cru) e pelo vinho branco Martina Franca DOC.


Província: Taranto
Habitantes: 49.000
Mapa