Trani e a rainha das catedrais é um dos cartões-postais da Puglia. Trani é uma das cidades portuárias mais bonitas da Puglia. O porto de Trani sempre foi um dos mais importantes da Puglia por causa da sua posição estratégica. Na rota do comércio entre o ocidente e o oriente, a cidade se enriqueceu, ganhou importância política. Portanto, Trani, Berço da lei na Puglia, tornou-se sede do tribunal, capital da Terra di Bari e, sucessivamente, corte de apelação. Aqui foi criado o Ordinamenta et Consuetudo maris edita per consules civitatis Trani, estatutos que regulam o direito marítimo, considerados os mais antigos do ocidente.

 

Trani e a rainha das catedrais

Antes de tudo, no passado, do porto de Trani navios e cristãos partiam para as cruzadas na Terra Santa. Hoje o porto é o símbolo da cidade e recebe turistas de todo o mundo. Por isso, conhecer Trani é, principalmente, começar pelo porto. No porto estão as principais atrações da cidade, por exemplo, a Catedral Românica e o Castelo Svevo.

Olhando para o porto, à sua direita, você pode caminhar pelo píer S. Antuono até chegar ao pequeno farol. Contudo, do píer existe uma entrada para a Villa Comunale, os jardins públicos da cidade. Passe pelo portal do Fortino de onde se tem uma belíssima panorâmica do porto de Trani. A Princesa Diana, quando passou por Trani durante a sua viagem de lua de mel com Príncipe Charles, disse que o “mar de seda” foi o que mais a impressionou na península.

 

O Porto de Trani e a Catedral

Na outra ponta do porto, na piazza do Duomo, se encontra a grande atração da cidade, a Cattedrale di Trani, considerada a rainha de todas as catedrais da Puglia. A Cattedrale di San Nicola Pellegrino, construída a partir de 1099, é muito especial, primeiramente, pela sua posição a poucos metros do mar. Em estilo arquitetônico românico pugliese, é impressionante o contraste da cor branca da pedra de Trani com os azuis do céu e do Mar Adriático. Na verdade são 3 igrejas em uma: a Basilica Superiore, a cripta de San Nicola e cripta de Santa Maria della Scala, a igreja original. Além disso, o campanário de 59 m de altura faz da catedral uma das mais altas da região. A Unesco definiu a catedral um “Monumento Mensageiro de uma Cultura de Paz”. A entrada na Catedral é grátis, porém para subir a torre o bilhete custa 5 euros.

 

O porto de Trani - Castelo Svevo

O Castelo Svevo e o centro histórico de Trani

A poucos passos da catedral surge o Castello Svevo, um imponente forte construído à beira mar, em 1233, por Frederico II di Svevia que acabou influenciando toda a cidade. Depois de passar pelo domínio Angionino, sob a dinastia Aragonese foi sede do tribunal quando Trani era a sede administrativa da Terra di Bari. No entanto, no século XIX, foi usado como cárcere por mais de cem anos até ser restaurado e aberto ao público para visitas. O ingresso para visitar o castelo custa 7 euros.

Entre as ruazinhas do centro histórico se destaca a Via Cambio. A rua era conhecida pelo mercado de trocas muito frequentado, principalmente, pelos judeus da Giudecca, o antigo bairro judeu. Na cidade existiam 4 sinagogas que foram convertidas ao cristianismo com a expulsão dos judeus da cidade. No entanto, hoje restam apenas duas. A Scolanova, a mais antiga da Europa, voltou a ser uma sinagoga como antes. E a Sinagoga Grande, convertida em Igreja Sant’Anna, abriga o único museu da história judaica presente em todo o sul da Itália.

Perto da Sinagoga, você pode ver a Chiesa di Ognissanti que foi construída no século XII pelos templários e por isso é conhecida como a Igreja dos Templários. Nesta igreja, os cavaleiros normandos fizeram um juramento antes da partida da primeira cruzada para a Terra Santa.

Enfim, seja no porto ou no centro histórico, escolha um restaurante típico para provar a culinária tranese que é muito parecida com aquela barese. Por exemplo, pasta fresca, peixes e frutos do mar. O que se destaca na gastronomia de Trani é o vinho local, o Moscato di Trani. O Moscato de Trani é um vinho doce que pode ser servido com uma tábua de queijos ou doces.

 

Como Chegar

Trani é uma das capitais da província BAT (Barletta, Andria e Trani) e dista 55km de Bari. Todavia, nas redondezas é possível conhecer o Castel del Monte, em Andria, e o centro histórico de Barletta. Os ônibus da STP Bari ligam Trani às outras capitais, Barletta e Andria. Ambas passagens custam 1,20 euros.

Saindo de Bari, de carro, você pode seguir a SS16, direção Foggia, até Trani. Uma alternativa é pegar a Autostrada A14 (com pedágio), mas não é necessário. De trem, Trenitalia liga Bari a Trani, em 40min, e custa 3,20 euros.


Província: BAT
Habitantes: 56.000
Mapa