Gallipoli, Kalé Polis, a Cidade Bela, é um dos destinos mais procurados do verão italiano pelas lindas praias e pela diversão.

A história de Gallipoli tem, aproximadamente, 2500 anos. A Pérola do Jônico foi fundada pelos gregos, Kalé Polis, a bela cidade. O centro histórico se localiza em uma pequena ilha cercada por uma muralha ligada à cidade nova por uma ponte do século VII feita de pedra com sete arcos.

 

O que ver em Gallipoli

No Porto Antigo, antes de entrar no antigo núcleo da cidade, a Fontana Grega é considerada a mais antiga em uso na Itália. Logo atrás o Santuario di Santa Maria del Canneto e a Cappella di Santa Cristina, a protetora da cidade e dos pescadores. Todavia, do outro lado da ponte, o Castello Angioino é a primeira atração do centro histórico. Embora construído na época romana, o castelo foi ampliado e modificado por bizantinos, normandos, angevinos e aragoneses até virar uma fortaleza medieval. Hoje o castelo é sede de eventos culturais. A grande torre Rivellino que defende a porta principal do castelo, no verão, funciona como cinema ao ar livre. O fosso do castelo abriga o tradicional mercado do peixe.

 

Catedral de Sant'Agata no centro histórico de Gallipoli

A Via Antonietta de Pace divide o centro históricos ao meio. No ponto mais alto do centro, entre edifícios históricos e lojinhas de souvenirs, se destaca a fachada em estilo barroco salentino da Basilica Concattedrale di Sant’Agata. Um outro exemplo de arte barroca é a Chiesa di San Francesco d’Assisi.

O porto de Gallipoli foi muito importante, principalmente, pelo comércio europeu de azeite para lampiões produzido pelos muitos moinhos subterrâneos da cidade. Hoje existem 35 moinhos, por exemplo o Frantoio Ipogeo di Palazzo Granafei, o moinho mais famoso, em frente ao Museo Civico.

 

Spiaggia della Purità. A praia do centro histórico de Gallipoli.

As praias de Gallipoli

Spiaggia della Purità é a pequena e belíssima praia pública do centro histórico protegida do vento pela muralha. No entanto, no verão a praia fica repleta de turistas, porém vale a pena ver o pôr do sol dali. Em frente a praia, a igreja mais antiga da cidade, a Chiesa della Purità, possui um belo pavimento em cerâmica maiólica.

Ao norte, as praias mais perto do cidade são as de Rivabella, Padula Bianca e Spiaggia delle Conchiglie. Certamente, a praia da Baia Verde, ao sul, é a mais famosa da cidade. Aqui se concentram os lidos e as boates mais movimentadas do Salento. No entanto, no Parco Naturale Regionale Isola di Sant’Andrea e Litorale di Punta Pizzo estão duas das praias mais lindas do Salento. A Spiaggia di Punta Pizzo é considerada uma das 10 praias mais belas da Itália. Enquanto a Punta della Suina é chamada de “O Caribe do Jônico”.

 

O Farol da Ilha de Sant'Andrea em Gallipoli

A Isola di Sant’Andrea que está a 2 km da costa é uma reserva marinha, “casa” do Gabbiano Corso, um pássaro em extinção. Embora seja desabitada, o farol é ainda ativo e pode ser visto das torres da muralha, La Riviera, que circunda o centro histórico.

 

Diversão

No verão, Gallipoli é uma das capitais do turismo da Puglia e, principalmente, a meta das férias preferida dos jovens. Na alta temporada, muitas festas e happy hours são organizados nas praias e nas boates da cidade, por exemplo, Samsara Beach, Praja, Zeus Beach, Lido Baia Verde e Lido Conchiglie. O Parco Gondar é o mais importante complexo para espetáculos da Itália. Entretanto, a população da cidade triplica durante o verão e os eventos são tantos que a cidade pode virar um caos.


Província: Lecce
Habitantes: 21.000
Mapa